Você está aqui: início > famÍlia > VIAJAR SEM FILHOS

banner

Viajar sem filhos requer planejamento e organização, segurança e muita, muita coragem.

Coragem para lutar contra o seu próprio (PRÉ) conceito de que é uma coisa errada (e você nem sabe explicar por que) e para o olhar julgador dos outros que, muitas vezes, são pessoas próximas a você.

Faço, anualmente, duas viagens apenas com o marido e mesmo quando não podíamos fazer isso (por inúmeros motivos, inclusive financeiros) SEMPRE prezamos por um espaço e tempo UNICAMENTE nosso, para sanear a relação. SIM! Sanear, limpar, relembrar o quanto olhar nos olhos sem interrupção é gostoso, o quanto andar de mãos dadas sem separar uma briga pode ser renovador e que namorar sem medo de fazer barulho ou ser interrompido por um sonoro: “maaaaaaãeeeee”? é um sonho.

As pessoas parecem esquecer que as famílias, os filhos, são fruto de uma história que começou a dois e que precisa ser preservada. Antes de pais, fomos namorados, somos namorados há 17 anos.

Meus filhos entendem e respeitam esse tempo. Sabem que os pais os amam, que temos as nossas viagens em família, sentem-se seguros e, confesso, orgulhosos de pais que se amam.

Organizamos tudo para que a rotina deles não seja interrompida e, graças à tecnologia, nos mantemos em contato o tempo todo! Saio do Brasil conectada e com um número de telefone que eles podem me ligar como número fixo de SP. Deixo os telefones dos hotéis em que estarei. Aqui, um grupo de apoio, amigos, família, funcionários...gente de inteira confiança. .

Meus filhos são meu tesouro, o amor incondicional, a escolha da vida...ser mãe me define em em grande parte, sem apagar a mulher que eu sou. .